Você está aqui

Missão da UNESCO a respeito da conservação de Machu Picchu

Missão da UNESCO a respeito da conservação de Machu Picchu

A UNESCO está realizando estudos sobra a situação do Santuário Sagrado de Machu Picchu, junto a representantes de diversas instituições estatais. Juan Pablo de la Puente, Vice-Ministro de Patrimônio do Ministério da Cultura ressaltou que o principal objetivo da missão é proteger o valor universal e excepcional de Machu Picchu, meta que só poderia ser alcançada com o apoio em conjunto de todas as entidades envolvidas na gestão e manejo. María del Carmen de Reparaz, Vice-Ministra de Turismo, se mostrou otimista e confia que após os estudos da UNESCO a cidadela de Machu Picchu não será incluída na lista de Patrimônio Mundial em Perigo. A missão de assessoramento servirá para ter uma visão externa de tal maneira a contribuir nos trabalhos de conservação do santuário. No dia de hoje e amanhã serão realizadas as inspeções ao legado incaico, inclusive a inspeção do acesso por via terrestre desde o distrito de Santa Teresa. Dados importantes: O grupo da missão é formado por Cesar Moreno Triana, Silvio Zancheti, Niklas Sven Schulze, Paula Bueno e o embaixador do Peru perante a UNESCO.

Fonte: Cusco Notícias

Regras para a visitação em Machu Picchu.
Uma das principais formas de manter o santuário de Machu Picchu bem conservado, é estimulando o turismo consciente e estipulando regras para a visitação, com número máximo de pessoas por dia e tempo limitado dentro da cidadela. O tempo máximo de permanência dentro de Machu Picchu é de 4 horas, porém, se você optar por fazer as trilhas, este tempo será estendido para 6 horas para a Montanha Huayna Picchu (sendo 3horas de trilha e 3 horas na cidadela) e 8 horas para Montanha Machu Picchu (sendo 5 horas na trilha e 3 horas na cidadela). Ainda sobre as trilhas: a subida para a Huayna Picchu é dividida em dois grupos, o primeiro das 7h às 9h da manhã e o segundo, das 10h às 12h, com apenas 400 vagas por dia, já para a Montanha Machu Picchu, são 800 vagas por dia, também divididas em dois grupos, das 7h às 8h da manhã e das 9h às 10h da manhã. Por ter este número limitado de vagas, recomenda-se que compre seu ingresso com bastante antecedência, uma vez que esgotam rapidamente. Em 2019 foi acordado que nenhum visitante poderá visitar Machu Picchu sem estar acompanhado de um guia, por isso contratar o passeio com uma agência de viagens é importante, assim você terá a segurança de viajar com todos os ingressos comprados, com suas vagas garantidas nos passeios e trens e ainda não precisará contratar o serviço de guia por fora. Tudo está incluso, e com a vantagem de ser  guiado em português e com guias nativos, com alto conhecimento da história Inca e de toda a cidadela. No total, são permitidas 5.940 pessoas por dia e, apesar de ser um número grande, mesmo assim recomenda-se a compra do ingresso para Machu Picchu com antecedência. O bilhete para a cidadela permite a entrada em dois horários: das 6h às 12h e das 12 às 17:30h.

Já ouviu falar na Montanha Colorida? Pois é, com a agência Viagens Machu Picchu você poderá conhecê-la. Confira.